Comece por aqui


viajar sozinho

Convido você para uma jornada!

Olá leitor,  obrigado por visitar o blog Melhores Hábitos.  Eu sou Felippe e vou te ajudar nesta jornada de desenvolvimento e na exploração de territórios fora da sua zona de conforto, se você assim quiser.

Antes de tudo, uma observação importante,  a ideia aqui é te inspirar e em nenhum momento dizer verdades absolutas ou sequer o “melhor jeito de se viver”. Isto, amigo, cabe a cada um de nós descobrir. Pode ser um terreno tênue, mas peço que olhe para este espaço com os olhos da inspiração, da curiosidade e com a mente aberta e não como um guia pragmático, um roteiro estruturado como uma receita de brigadeiro.

E uma segunda observação importante, quem sou eu, afinal? Resumindo para sermos mais produtivos, sou consultor de inovação, formado em comunicação e administração, e não totalmente formado como gente. Explico, sou curioso por natureza ( assim como você, leitor) afinal como diria Cortella ninguém nasce pronto, formado. Minha curiosidade foi despertada nos últimos anos sobre como fazemos as mudanças em nossas vidas, como decidimos por elas e como acabam de fato acontecendo ( ou não), buscando também fazer um paralelo com o tipo de inovação que as empresas precisam fazer no mercado. Tenho muitos objetivos em relação a minha educação, finanças, saúde e produtividade e não estava indo lá muito bem.  Após muitos estudos e inspiração, acabei me deparando com a importância dos hábitos e como eles ajudam a conduzir e manter as mudanças no âmbito pessoal. Então, venho testando diversas técnicas e hacks na minha própria vida e, conforme vou aprendendo, compartilho aqui com você esta jornada.

Ressalvas feitas, vamos começar.

Mas por que escolher os hábitos como ferramenta de mudanças?

Uma mudança sem consistência é algo que não vai durar muito, um tempo que poderia ter sido melhor investido em uma mudança que seja para valer. Hoje, muda-se e volta-se ao ponto de partida na mesma velocidade, restando somente uma baita frustração. No médio e longo prazo, fatalmente não haverá melhoria na qualidade da vida, no aprendizado ou no desenvolvimento eficiente de alguma competência.  Se você quer ser produtivo e só se organiza um dia, nada muda. Se você quer ser saudável e só corre uma vez no mês, nada muda. Se você quer organizar as finanças, mas só faz as contas de vez enquanto, continua sem mudanças.

 

Mas, isto vale para tudo então?

Obviamente não é uma regra. Leitor, vamos tentar não colocar regras e vamos construir juntos esta abordagem. Uma mudança de carreira, uma mudança de cidade, podem ser um processo rápido e, até mesmo, único, não sendo necessário a tal da consistência, certo? Contudo, para se chegar a elas os hábitos também ajudam muito. Por exemplo, o hábito de praticar autoconhecimento, melhorando dia a dia o entendimento das suas paixões e seus medos podem lhe sugerir o momento e a forma para se fazer uma grande mudança como trocar de carreira ou casa, ao menos ajuda a fazer uma mudança mais acertada. Ao mesmo tempo, o hábito de sair da zona de conforto, de experimentar coisas novas, podem te empurrar na direção escolhida em uma velocidade muito maior, gerando mais satisfação em menos tempo.

 

Antes ou depois das mudanças em nossas vidas, os hábitos podem estar lá executando todas as vontades que consciente ou inconscientemente deliberamos. E aí está a nossa ideia principal aqui do blog: inspirar você, através de técnicas e exemplos, a desenhar a vida que sempre sonhou, fazer mudanças e mantê-las por quanto tempo quiser. 

 

 

Como coloco isto em prática?

Para tomar coragem de fazer mudanças com riscos um pouquinho mais calculados e maiores chances de acertar, é preciso ter uma boa abordagem. Em outras palavras mais amistosas: um jeito de fazer.

Para mim, o processo esta fundamentando em 4 grandes pilares, cada um deles com técnicas e exemplos de quem já coloca em prática. Eu criei este processo inspirado no do processo que empresas fazem para criar produtos e serviços chamado Design Thinking. Então, experimentei na minha própria vida algumas vezes e com algumas adaptações cheguei ao modelo Autoconhecimento> Inspiração > Experimentação > Consistência. Vamos ver um pouquinho sobre cada um deles:

 

1. Autoconhecimento

Entrar com profundidade nos seus desejos, necessidades e expectativas. Entender e avaliar com detalhes que área da sua vida deve ser alterada e “inovada”. Tanto, para criar pequenas melhorias, aumentando a potência do seu motor, quanto fazendo uma alteração radical e voar mais longe. Normalmente o alvo da mudança reside em algo que você não esteja tão satisfeito ou em uma área da vida que acha que poderia ir mais longe, explorando um novo território ou ficando muito bom em algo que goste. Este é o momento dos porquês.

-Eu quero ter mais saúde.

-Por quê?

-Porque eu quero ter mais energia no meu dia.

– Por quê?

-Porque eu quero fazer mais coisas.

-Por quê?

…e, quem sabe, se acha a resposta logo. 

 

2. Inspiração  

Uma vez que você já sabe bem o que você precisa mudar é hora de se abrir para captar o máximo de informação deste mundão a fora. Estar com a antena ligada no máximo e no maior tempo possível. Observe pessoas e acontecimentos relativos às suas vontades e ideias que você pensou em colocar em ação. Leia, veja vídeos, converse. Você pode descobrir muita coisa interessante de pessoas que já fizeram mudanças como a que deseja.

 

3. Experimentação

Uma vez estando ciente do que quer, não pense duas vezes: experimente da forma mais fácil que encontrar. Quer começar um esporte novo, encontre um amigo que te leve junto, quer mudar de carreira, tente passar algum tempo no novo ambiente que deseja se inserir. Este é o momento que estamos criando protótipos da mudança real, quase como uma amostra grátis para saber se vale comprar mesmo. Busque gastar o mínimo possível de energia experimentando e gaste energia aprendendo rapidamente com elas. Com muita experimentação, você caminha cada vez mais no caminho certo pois tem tempo para reavaliar se era aquilo mesmo e tentar várias e várias vezes. Experimentar é essencial para você ser mais efetivo nas mudanças.

 

4. Consistência 

Neste momento, a proposta é desenhar a formação de um hábito para a mudanças de médio e longo prazo.  É preciso planejar o momento certo de começar, a velocidade e o ambiente. Por isto, é importantíssimo investir na criação de hábitos. Eles criam o sistema ideal de consistência em sua mente, solidificando comportamentos e garantindo que você não pare no meio de uma mudança importante em sua vida.

 

Em que áreas da minha vida posso aplicar esta abordagem?

Caro leitor, por enquanto eu experimentei nas seguintes áreas e te convido a ler alguns textos sobre isto.

 

– Produtividade e tempo

10 hábitos para ter mais produtividade na vida

O segredo para menos stress e mais produtividade com Get Things Done

– Organização

Como ser mais organizado

A gaveta da bagunça e como organizar melhor as coisas 

– Lugares

10 motivos para fazer aquela viagem sozinho agora mesmo

– Coisas e bens 

Mais gratidão e menos consumo

– Comunicação 

Detox digital – evitando o vício das redes sociais

– Hobbies e tempo livre

A importância do descanso

– Saúde e bem-estar

5 dicas para praticar mais atividade física e ganhar saúde

5 simples mudanças para você começar uma alimentação saudável

– Trabalho

5 dicas para não deixar de evoluir em sua carreira

Ninguém se importa se você trabalha muito

– Finanças pessoais

4 dicas para entender seus gastos e viver melhor

– Relacionamento

 

Leia o blog, se inscreva na newsletter semanal e vá, de pouquinho em pouquinho, fazendo as mudanças para se ter uma vida de qualidade, da forma que você deseja.

Vou adorar ver você nesta jornada!

 

Abraços,

Felippe Alves