Sobre o Autor

Felippe Alves

Minha rotina de inspiração para ser mais saudável, criativo e sair constantemente da zona de conforto.

Instagram

  • Fim de semana incrível, natureza, surf, cachoeira e os brothers.  #habitos #natureza #nature #photooftheday #amazing #selfie #cool #foco #motivação #determinação #fitness #healthy #saude  #vidasaudavel #academia #bemestar #surf
  • Bora treinar!  #habitos #saude #qualidadedevida #vidasaudavel  #photooftheday #amazing #selfie #cool #foco #motivação #determinação #fitness #fitnessblog  #academia #bemestar
  • Fim de semana de surf! O coisa boa!  #habitos #saude #qualidadedevida #vidasaudavel  #photooftheday #amazing #selfie #cool #foco #motivação #determinação #fitness #fitnessblog  #surf #bemestar

Me siga!

Curta no facebook

Autoconhecimento Lugares

10 motivos do porquê você deveria fazer uma viagem sozinho agora mesmo

viajar sozinho

Quando foi a última vez que fez algo pela primeira vez?
Sair da zona do conforto pode aterrorizar até os mais corajosos,  mas acredite é mais simples e gratificante do que imagina. Nossa mente prefere um estado mais seguro, confortável e previsível, assim sentimos ter mais controle sobre os eventos futuros e buscamos minimizar os riscos. O resultado teórico é menos stress e baixa ansiedade, o que não é ruim. Mas manter seu estado mental constantemente no conforto não trará o melhor de você, é preciso ir um pouco além. Para isto é preciso buscar o nível certo de ansiedade, ligeiramente maior que o normal e não tão grande que te coloque em uma situação paralisante. Ao adentrar neste ambiente os benefícios serão muitos, desde a produtividade, ao controle de emoções e principalmente em seu jeito de viver. Desafiar-se e se colocar em situações difíceis de propósito tem um valor inimaginável para seu crescimento pessoal e viajar sozinho é a forma mais rápida e prazerosa de colocar isto em prática. 

 

Recentemente fiz uma viagem sozinho, após diversos amigos próximos terem me recomendado a experiência com sólidos e empolgantes argumentos eu topei a aventura  ( valeu casal do Destino Perfeito).  Digo que não foi das aventuras mais radicais que tive ( incluindo surfar em um mar com crocodilos e não ter se preparado adequadamente a um frio de -10ºc ) mas me  bateu muito medo de início.  Para muitas pessoas pode parecer simplista este medo, mas digo que simples não é.  Este é o anseio de sair da sua zona de conforto,  se jogar para fora , sem amigos pra ajudar, sem conhecidos e com as infinitas possibilidades de tudo dar errado ( ou muito certo se você for positivo). Contudo eu quis propositadamente embarcar em uma aventura como esta e com tudo que aprendi recomendo que faça o mesmo. Sabe aquela viagem que esta aí adiando, adiando, adiando?

Primeiros passos para uma viagem sozinho

viajar sozinho

 

Fator Grana
Eu amo viajar, para mim é um investimento, um propósito de valorizar experiências ante objetos. Mas repeito se não pensa como eu e de bandeja tenho um bom argumento para você investir nesta aventura.  Pense que você está investindo em seu crescimento pessoal. Quanto afinal custa ser pessoa melhor?  Ser a sua versão melhorada em poucas semanas, e estar mais preparado para criar a vida que sempre sonhou?

 

Fator tempo
Qualquer semana já é suficiente para poder sentir tudo que uma viagem como esta tem a oferecer. Claro que mais tempo sempre trará mais experiências. Muitas pessoas viagem durante um mês, outras ainda largaram tudo e continuam a viajar sem data de fim. Mas, para sentir o que elas sentem você não precisa de tanto tempo, pode acreditar. Reserve o que tem disponível  e se aventure em um lugar que não conhece muito.
 

 

Fator língua
Se puder ser fora do país, ouvindo uma nova língua será ainda melhor. Se tem medo do inglês, procure países que falem espanhol, com pouca prática você consegue se virar. Se ainda tem medo demais do espanhol, que tal começar por Portugal? Mas, lembre-se de investir no aprendizado das línguas, elas te abrem a novos universos de aprendizados.
 

 

Se mesmo assim ainda acha complicado partir para esta aventura, abaixo listei 10 coisas que aprendi ao viajar sozinho e estes mesmos são os motivos de porque acredito que valha tanto a pena. Espero que lhe ajude.
 

 

Aprendizados ao viajar sozinho

viajar sozinho

 

1 – Você sai da sua zona de conforto

Primeiro passo, antes mesmo da viagem começar. Você sai do previsível, do rotineiro e isto te modifica. Um ar de aventura busca tomar o ambiente ainda misturando-se com uma sensação de medo e certa ansiedade. É seu corpo e sua mente saindo da inércia.

 

2- você se abre ao desconhecido e não tem o mesmo controle do seus dias normais

Normalmente você já sabe o que esperar do seu dia. A hora de acordar, as pendências do dia, o almoço, a hora de voltar para casa, rotina noturna e etc. Surpresas acontecem, mas tudo dentro de uma certa zona de expectativas. No caso de uma viagem ( principalmente sozinho), você não sabe ao certo o que vai acontecer. Pode planejar a vontade, criar planilhas e contratar passeios e guias, você ainda não saberá o que vai acontecer. Por não conhecer os ambientes e as pessoas, fica muito mais complicado ser realistas em cima de suas expectativas. Acontece que esta expectativa imprevisível obrigatoriamente te abre ao inesperado e, com os passar dos dias, de braços abertos.

 

3- você tem novos desafios todos dias

As vezes, você quer conhecer algo. As vezes, fazer uma trilha. As vezes, descansar. Enfim, cada dia terá uma missão diferente, desafios distintos. Esta ação te tira da rotina de maneira sem igual.

 

4- você encontra e conhece pessoas que normalmente não faria

Tudo bem, você vive em uma cidade com milhares ou milhões de habitantes e todo dia vê pessoas diferentes. Mas, quando foi a ultima vez que falou com um estranho? Viajando sozinho isto acontecerá com mais frequência e até em outras línguas, o que é ainda mais divertido. A situação de PRECISAR falar com pessoas te leva ao desconforto e ao fim das primeiras conversas com uma sensação positiva de conexão. Com o tempo você vai QUERER se comunicar mais e isto é um aprendizado para que você faça o mesmo em sua cidade com seus milhares e milhões de desconhecidos por aí.

 

5- você aprende a dar risada dos seus erros

impossível não cometer algumas gafes. Erros de língua, rua errada, fuso horário, e mais um monte de fatores que contribuem para isto. Então, é melhor se acostumar com os erros. Ainda que prevenir erros é sempre uma boa pedida, quando acontecerem ria de si mesmo. Você verá que isto é normal e que faz um bem danado não se levar tanto a sério.

 

6- você passa a gostar mais de si e apreciar o tempo sozinho.

Pensar bastante ao tudo que acontece ao redor, vivendo o presente de forma mais intensa é uma das coisas que mais fará em uma viagem como esta. Sendo você sua principal companhia é bom começar a lidar melhor consigo, certo? Seja afável com você, dê tempo aos seus pensamentos, abrace com gratidão e perceba como é uma pessoa sortuda por estar vivendo tais experiências. Acredite, você vai se achar muito mais legal e interessante após este tempo sozinho.
Calma, não precisa largar tudo e viver sozinho na ilha, a sensação de curtir o tempo sozinho na verdade vai te ajudar a curtir melhor o tempo com os amigos e outras pessoas. Afinal, você será cada vez mais você, sem depender de ninguém, sem modificar suas opiniões ou seu jeito de viver. Ser sincero vai te aproximar de pessoas que realmente gostam do seu eu verdadeiro e isto lhe trará muitos relacionamentos saudáveis e conexões reais de amizade.

 

7-  você percebe que tem capacidade suficiente para lidar com qualquer perrengue

Sozinho você pode muita coisa, mais do que imagina. Mas as rotinas muitas vezes nos colocam em uma situação de dependência, seja por qualquer tipo de carência, sentimento ou até medo de solidão. Viajando sozinho e ultrapassando os obstáculos você percebe seu potencial de sozinho poder ir onde quiser e vencer desafios que pareciam muito complicados.

 

8- você aprende a viver um dia de cada vez

Sem pressa. Todo dia tem coisa nova a se descobrir, para que adiar algo que é bom e pular todas estas boa sensações. Em uma viagem é mais fácil fazer isto, como dizem não vendo o tempo passar, mas o desafio mesmo é fortalecer este comportamento e fazer dele um hábito no dia a dia. As horas são iguais, você é o mesmo, não poderia ser diferente, em termos de viver uma boa experiência de vida, passar um dia em são paulo ou em paris, faz sentido?

 

9- você entende que planejar bem faz toda a diferença mas é bom não planejar demais

Erros são comuns, mas como eu disse, é preciso prevenir alguns deles, principalmente os erros que lhe trarão uma experiência muito ruim. Por exemplo, falta de documentação adequada. Todos seus aprendizados dependerão de conseguir embarcar, certo? A questão é, planeja seu orçamento, seu tempo e as necessidades básicas ( documentos, vacinas) com cuidado. Não planeje demais, pense no equilíbrio. Eu gosto de pensar que é preciso planejar o necessário e não planejar o necessário também. Ou seja, se abrir a oportunidades e aventuras que podem e provavelmente ocorrerão.

 

10- você fica grato e traz isto para sua vida

Gratidão é uma dos sentimentos mais bacanas que uma viagem como esta irá lhe somar. É como uma revaliação de tudo que esta vivendo, de tudo que viveu até hoje. Pense nisto, pelo que você tem sido grato?
Ao viver constantemente novas experiências, parece que um interruptor se liga dentro de si e nele fala “caraca, que legal viver isto”. Passamos muitos dias com o interruptor desligado, curtindo sem perceber,sem valorizar adequadamente. Não subestime a gratidão, a consequência de uma subvalorização das coisas boas que acontecem em sua vida é a supervalorização das coisas menos boas.  

 

E, então, pronto para embarcar? Esta foi minha experiência pessoal, sei que muitos outros aprendizados podem acontecer mas para isto é preciso que você tope se aventurar e depois agradeço se compartilhar comigo.
Se você já teve esta experiência,  compartilhe seus aprendizados também, sera muito legal ouvir suas histórias e inspirar mais pessoas.

 

Até a próxima e melhores hábitos!


Comentários

comments

Sobre o Autor

Felippe Alves

Minha rotina de inspiração para ser mais saudável, criativo e sair constantemente da zona de conforto.